Bem vindo! Sua interação é importante neste espaço e em nossas vidas. Nosso trabalho não teria tanta relevância sem a ação do Espírito Santo e sem a sua participação. Faça um pouco mais pela causa missionária saindo das quatro paredes. Não limite a sua VISÃO nem o seu campo de atuação ministerial. Escreva-nos, ore, contribua ou divulgue este site. Seja PARTE deste projeto, pois "o nosso campo é o mundo"! Mateus 13.38

Claudemir Silva. Tecnologia do Blogger.

13 de abr de 2012

A Estrutura Hierárquica Social

A família burkinabe é estruturada segundo seus respectivos sobrenomes. Nesta estrutura, pelos nomes é possível saber quais são suas funções. Tradicionalmente não ocorrerá misturas de hierárquia no casamento por causa da idéia de CASTAS existentes. Os MOSSIS são a ethnia mais estruturada em Burkina Faso. Logo, a subdivisão éthnica no seio da família burkinabe é conceituada desta maneira: 
Primeiro: Os chefes (les chefs);
Segundo: Os notáveis - ministros (les notables);
Terceiro: Os guerreiros (les guerriers);
Quarto: Os cantores (les griots);
Quinto: Os ferramenteiros (les forgerons);
Sexto: Os artesões (les artisans);
Sétimo: Os comerciantes (les comerçants);
Oitavo: Os cultivadores (les cultivateurs);
Nono: Os criadores (les eléveurs);
Décimo: Os escravos (les esclaves)

O Chefe de Um Vilarejo em Burkina

Em cada bairro e vilarejo de Burkina há um chefe. Este personagem desempenha um papel muito importante na hierárquia social do país. O detalhe é que na cosmovisão animista, o seu título indicará não apenas a figura de um administrador local. Antes, ele será visto como alguém que é a encarnação da cultura, dos ancestrais e do passado.

A Mentira em Burkina

Lamentavelmente a mentira é algo normal entre os burkinabes. Lógicamente que não são todos que usarão deste horrível artifício, mas muitos o aplicará, mesmo entre os cristãos. No País do "Homens Íntegros" vale quase tudo para tirar vantagem de quem tem alguma coisa. É difícil afirmar quais são as razões para tal comportamento, uns podem se justificar colocando a culpa na miséria, outros sugere que é a cultural do povo e talvez uma pequena minoria vai dizer que é falta de cárater. Diante disto, é complicado entender o que é ser íntegro para os burkinabes.

O Testemunho de Awa

Durante o período que residíamos na casa de um nacional, fomos chamados para orar por uma jovem muçulmana que segundo a própria família estava meio maluca, falando coisas sem sentido. Esta moça era noiva, mas tinha frequentemente relações sexuais com uma entidade chamada GENIE. Prestes a se casar, Awa teve uma experiência com este espírito enquanto dormia e o mesmo lhe disse que se ela casasse, ele a mataria. A partir de então, esta jovem passou a reagir como louca, vivendo acuada num quarto escuro, com medo, não comendo direito e dizendo que não ia mais se casar porque o espírito lhe disse que ela era propriedade dele. Depois de ouvir tudo, pregamos o Evangelho, falamos de uma vida de liberdade e poder em Jesus, oramos repreendendo o espírito que a atormentava, fizemos algumas brincadeiras para animá-la e ao final ela aceitou Jesus, voltou a sorrir e no domingo seguinte estava na igreja. Que benção! 

Curiosidade Sobre Gêmeos em Burkina

Em Burkina as crianças que são gêmeas são vistos como uma espécie de amuletos de sorte. Por esta razão e por causa da miséria, as mães sairão nas ruas utilizando seus filhos para pedir esmolas crendo que aqueles que abençoam tais crianças prosperarão e receberão coisas boas.  

 

Costume Social Entre os Burkinabes

Em Burkina é normal homens andarem nas ruas segurando a mão de um outro homem. Aqui, esta conduta é sinônimo de amizade, portanto não estar relacionado a homossexualidade. O interessante é que esse tipo de afeto, não ocorrerá com o sexo oposto, ou seja, entre homens e mulheres.

Aberturas de Igrejas em Burkina

Em Burkina não é necessário procurar as autoridades para abrir uma mesquita, esta obrigatoriedade é imposta apenas para católicos e protestantes. Esta imposição é feita somente para casos de grandes projetos e contruções. 


Curiosidade do Dialeto Dioula - O que é CHOGOBI

CHOGOBI - É uma expressão do dialeto dioula utilizado para ridicularizar um africano que quer falar como um autêntico frances. Como os sotaques são diferentes, os africanos francofonos não vão tolerar este tipo de conduta, pois na visão do mesmo, o seu compatriota quer se fazer de branco em sua forma de viver. Resumindo, CHOGOBI é um negro africano querendo se fazer de branco.

A Festa de Um Casamento Burkinabe

Oficialmente o ato de dar convite de casamento é coisa do ocidente e em Burkina isto é visto como uma forma de exclusão. Mesmo assim, dentro dos inúmeros protocolos que existem na realização de um casamento africano ocidentalizado, será feito um convite e no mesmo colocarão o sobrenome das principais famílias ligadas aos conjugues. Detalhe é que se não vim muita gente no casamento, o povo rotulará a festa como pobre ou dirão que o casal é mau e sem cárater, porque não chamou as pessoas para participarem deste marco.


 De forma contrária, a presença de uma multidão vai significar uma grande festa. Tradicionalmente todos podem vim para esta cerimônia, no entanto, na recepção, aqueles convivas que não fazem parte do ciclo de amizade dos noivos não se sentarão em lugares de destaques e nem comerão a mesma refeição dos noivos. Exemplo: Enquanto os nubentes comerão  frango, carne, arroz e refrigerante. Aqueles que não lhes são mais chegados comerão pipoca, balas, suco, água, etc...

A Resolução dos Conflitos na Família Burkinabe

Culturalmente em Burkina, uma mulher jamais pode procurar a polícia para dar queixas do marido. Tradicionalmente ela tem que procurar a família, pois é cultivado a idéia de que conflitos entre casais podem ser resolvido entre os familiares. Neste caso, uma pessoa mais velha é que fará a intervenção. Aqui eles usam um provébio que diz: "Le linge sale se lave toujours en famille".

Curiosidade de Burkina - O que é a UEMOA

A UEMOA - É a União Econômica Monetária da África do Oeste com sede em Ouagadougou. Ela é composta de 8 países: São eles: Beni, Burkina Faso, Costa do Marfim, Malí, Níger, Guiné Bissau, Togo e Senegal. 
A missão da UEMOA é favorecer um espaço harmonisado e integrado que assegura uma total liberdade de circulação de pessoas, de capital, dos bens, dos serviços e dos fatores de produção.

O Testemunho de Bento, Um ex- Muçulmano

Em dezembro ¹Bento, irmão do ¹Rafael (um ex-muçulmano) me procurou para querer saber o significado de um sonho que ele teve com Jesus. Leia abaixo.

“Eu sonhava que estava sentado num banco com mais dois amigos muçulmanos, mas eu não via seus rostos e alguém nos alertava sobre a volta de Jesus e neste instante meus colegas debochavam do que escutara, enquanto eu questionava estas palavras dizendo que sempre ouvi falar disto, mas que não via nada sobre a volta de Jesus. De repente uma porta diante de nós se abria e um homem com vestes brancas e um capuz cobrindo seu rosto usando um grande cinto e calçados nos pés nos saudava, mas meus amigos ironizavam aquela saudação. Logo depois, aquele homem voltava pela mesma porta que entrará tirando seu capuz e eu (¹Bento) não conseguia contemplar sua face porque havia uma luz muito forte. A seguir eu (¹Bento) me via com  fome e ao procurar minha casa entrara na igreja pensando ser meu lar e neste ambiente eu via minha vizinha que é protestante me oferecendo comida sem saber que eu estava com fome”.

Irmãos, ao término desta revelação exploramos esta oportunidade e ¹Bento confessou Jesus como Senhor e foi encorajado a congregar numa Igreja próximo a sua casa. Vitória, aleluia!

¹Rafael e Bento são pseudômios.
 

Curiosidade - O Sepultamento no Islã de Burkina

Um adepto do islã contou que em Burkina geralmente os muçulmanos não vão usar caixão para enterrar os defuntos por duas razões: Primeiro, é uma doutrina estabelecida pelo profeta Maomé. Segundo, eles crêem que após o sepultamento do cádaver na NATE (foto), um anjo virá interrogar o defunto para saber se o mesmo foi de fato um autêntico muçulmano e sobre qual profeta ele morreu. Terceiro, é muito caro enterrar no caixão. O detalhe é que os adeptos não aplicam totalmente este ensino, pois muitas famílias utilizarão caixão, só depende da posição social do defunto.

9 de abr de 2012

Uma Curiosidades da Ethnia Mossi

Entre os MOSSIS há um ditado que diz que quando é a mãe que vai servir a comida, não é necessário que os filhos se inquietem, pois cada um terá a sua parte. Também é dito pelos mesmos que aqueles que comem sozinho, morrerão sozinho. 
Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |