Bem vindo! Sua interação é importante neste espaço e em nossas vidas. Nosso trabalho não teria tanta relevância sem a ação do Espírito Santo e sem a sua participação. Faça um pouco mais pela causa missionária saindo das quatro paredes. Não limite a sua VISÃO nem o seu campo de atuação ministerial. Escreva-nos, ore, contribua ou divulgue este site. Seja PARTE deste projeto, pois "o nosso campo é o mundo"! Mateus 13.38

Claudemir Silva. Tecnologia do Blogger.

26 de fev de 2014

O BOGOLAN

O nome Bogolan vem de Bogo, que significa "argila" no dialeto bambara, todavia a definição exata de Bogolan é literalmente "resultado da terra". Mas, o que é o Bogolan? O Bogolan é um tecido de tiras de algodão de três cores, um pouco grosso e pesado feito manualmente por meio da imersão ou por meio de um pincel bem rudimentar. Originário do Mali, este tecido é muito antigo e sua origem remonta aos caçadores. Conta-se que os caçadores bambara constataram que os animais selvagens, acostumados com a cor branca de suas vestimentas, fugiam na hora da caça, dificultando seus trabalhos. Então, para se camuflarem, os caçadores procuraram uma maneira de se tingir. Foi daí que eles criaram uma decoração feita a partir das folhas e caules de uma árvore chamada galama, que era uma mistura da cor amarelo-bege. Apesar desta primeira tentativa, ainda assim os animais reconheceram esta cor, então os caçadores foram obrigados a mudarem a cor da tintura para um tom mais escuro que eles denominaram de ocre foncé (nome da cor). Esta nova tonalidade era uma mistura da casca da árvore moída e fervida depois com água. Tempos depois, com intuito de decorar suas roupas nasceu uma terceira cor obtida a partir de uma terra argilosa diluída na água com um produto secreto. Atualmente os Bogolans são usados ​​para decorar as roupas de príncipes e de ministros que na cultura burkinabe eles chamam de notáveis em francês. Como geralmente nesses tecidos os africanos retratarão parte da cultura dos vilarejos, normalmente os ocidentais comprarão esse pano para servirem de adornos e decoração em suas casas. Finalizando, esses tecidos são de grande estima para o povo e são encontrados facilmente nos comércios (Nota: Extraído e traduzido do site da Embaixada de Burkina Faso, mas com algumas alterações por questões gramaticais. Click no link para entrar no site original).

1 Comentário:

Raphaela disse...

Os Bogolan ou Bogolanfini são tecidos tradicionais executados numa única peça de algodão originalmente branco, sem costuras fiado e tecido à mão.
Bogolan, que significa tecido de lama, é uma tradição estabelecida há tempos entre os Bambara, etnia majoritária do Mali.
A palavra deriva de um dialeto local, de bogo (argila, lama) e lan (com, feito de) e os motivos baseiam-se na vida rural ou urbana africana, na natureza e nos inúmeros ideogramas e formas geométricas tradicionais de tribos como os Dogons, os Malineses e os Bambaras.
A produção dos Bogolan envolve um processo único e longo em que a matéria-prima é o tecido de algodão branco confeccionado em tiras estreitas por homens locais em tear duplo. As tiras são cerzidas juntas na forma do pano desejado pelo usuário.
As tintas utilizadas são naturais, de origem vegetal e mineral, pelo que as cores utilizadas são, essencialmente, o preto, o castanho e o branco.
O tingimento tradicional é feito apenas por mulheres e a técnica passada de mãe para filha. A peça é lavada em água e colocada ao sol para secar para que encolha ao seu tamanho final. Depois, o tecido é embebido de uma solução marrom e uma solução amarela extraída da maceração de folhas de várias árvores e posto para secar ao sol.
O tecido está pronto para a aplicação dos corantes naturais extraídos da lama.
O barro coletado em lagos e poças é deixado para fermentar por alguns meses em um pote coberto, adquirindo ao final de um ano a cor negra.
O processo de tintura é uma sucessão de etapas bem precisas e executadas por uma ordem definida, que passa por embeber o tecido na pasta própria, enxaguar para retirar o excesso de lama e secar ao sol.
Este processo origina uma reação química que fixa as cores, repetindo-se a operação às vezes necessárias para obter as tonalidades mais fortes.
A aplicação das cores restante pode ser feita com as mãos, pincel, espátula, etc. e a manufatura destas peças demora de 8 a 12 meses.
Em anos recentes, os desenhos terrosos ou preto-e-branco dos tecidos Bogolan tornaram-se conhecidos no mundo todo.

Postar um comentário

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |